Perícia Contábil une forças à Justiça

Perito Contábil

Tão distintas na teoria, mas proporcionalmente complementares na prática. A Perícia Contábil une Direito e Ciências Contábeis no embasamento das decisões judiciais.

Das especializações da Contabilidade, a Perícia Contábil é a que exige um amplo conhecimento profissional. Pois o contador, além de precisar ser bom em números, precisa também conhecer as leis e estar bem relacionado com a linguagem e metodologia dos tribunais. Essa qualificação é um instrumento técnico e científico de constatação que advogados e juízes buscam como prova para o julgamento de um processo.

A relação entre juízes e peritos contábeis nomeados pelo Judiciário deve ser informal e de muita confiança, na qual o especialista deve orientar o magistrado em um assunto que precisa de técnica e conhecimento aprofundado. E esse tem sido um mercado em expansão, sendo uma área rica, ampla e que trata desde as dissoluções de sociedades até análises de aplicações financeiras.

O Código de Processo Civil orienta que o trabalho minucioso e preciso do contador deva finalizar em 20 dias. As ações judiciárias mais comuns do perito contábil são litígios financeiros, envolvendo bancos, cálculos de juros, ações de lucros cessantes, processos de varas trabalhistas e da família, recálculo de avaliações de bens, dívidas de financiamentos de automóveis entre outras.

A graduação transmite inúmeros conhecimentos para que um contador se torne um perito contábil, porém ela não é o suficiente para formar um bom profissional que se destaque no mercado. Para isso, existem cursos de especialização ou pós-graduação, que podem fazer a diferença para o jovem profissional, que pode começar a se familiarizar com temas e procedimentos sendo contador.

E aos poucos o perito vai ganhando espaço no Judiciário, sendo preciso ganhar confiança de juízes e advogados para atuar nos processos, através de um trabalho competente, qualificado e confiável. Auxiliar em um processo com provas de um especialista, com as fórmulas certas e conseguir encontrar com facilidade erros nos argumentos encaminhados pela parte oponente faz toda a diferença dentro dos tribunais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *